OFíCIO 017/2021 - VACINA JÁ!

OFíCIO 017/2021 - VACINA JÁ!

OFÍCIO ENTREGUE AOS SECRETÁRIOS DE SAÚDE E EDUCAÇÃO - GDF

 

O SENALBA-DF, SINDICATO REPRESENTANTES DAS ESCOLAS DE CURSOS LIVRES E IDIOMAS DO DF, pede a V.sa, a inclusão dos profissionais de educação das INSTITUIÇÕES  privada do DF- Escolas de cursos livres e idiomas, CASA THOMAS JEFFERSON, AF - ALIANÇA FRANCESA, UNYLEYA, INSTITUTO CERVANTES, CULTURA INGLESA, GRAN-ONLINE, CNA, entre outras.  para serem  incluídos no grupo prioritário de  profissionais para serem  vacinados  contra a COVID-19. Reafirmamos a Vossa Senhoria, que somos a favor da volta às salas de aulas, pois essa é razão da nossa vida e da profissão que escolhemos para servir a sociedade e porque dele depende a nossa existência. Mas sem a vida, de nada adiantará a nossa existência. Desde o dia 12 de março de 2020, quando a OMS reconheceu o estado de pandemia do novo coronavírus (COVID-19) e V.Sa.,  editou o primeiro decreto que suspendeu todas as atividades, inclusive as escolas públicas e privadas, o SENALBA-DF tem atuado com objetivos claros. Primeiramente, em defesa da vida e da saúde dos trabalhadores, exigindo a inclusão desses profissionais no grupo prioritário de vacinação. Em segundo, a defesa intransigente dos postos de trabalho e do emprego. E, em terceiro lugar, medidas concretas por parte do poder público, de ajuda às pequenas e médias empresas que, por certo, seriam prejudicadas com a paralisação. O SENALBA-DF, sempre defendeu que sem a vacinação, o isolamento coletivo indicado pela ciência, neste momento, é fundamental devido à ausência de leitos de Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) e o aumento de casos de Covid-19 no DF. Diante desses fatos, continuamos a apelar ao poder público, pela imediata vacinação dos profissionais da educação da rede particular/ instituições de cursos livres e idiomas CASA THOMAS JEFFERSON, AF - ALIANÇA FRANCESA, UNYLEYA, INSTITUTO CERVANTES, CULTURA INGLESA, GRAN-ONLINE, CNA, entre outras.    No dia 24 de março, o Brasil alcançou a triste marca de 300 mil mortes confirmadas. Nesse sentido, de acordo com a decisão de V.sa, de considerar a educação privada como essencial e determinar a volta das aulas presenciais de imediato, também se faz necessário que os profissionais dessas instituições sejam colocados no grupo de risco para vacinação imediata, tendo em vista os riscos que a categoria corre neste momento de crescimento da pandemia de COVID-19. Estamos a favor das medidas tomadas por seu governo, pois  entendemos que a economia se retoma com essas decisões.  Por isso. pedimos a V.sa, Vacinação já, para os INSTRUTORES E MONITORES E DEMAIS PROFISSIONAIS DAS INSTITUIÇÕES DE CURSOS LIVRES E IDIOMAS DE BRASÍLIA-DF.

Atenciosamente,

 

Tarcísio Brandão Melo

Presidente SENALBA-DF


Download


Comentários (0)


Deixe um comentário